Queremos ler este livro | Entretenimento



Fala meus leitores e leitoras, hoje venho aqui para falar sobre um lançamento, que vocês já devem ter o conhecimento a respeito, porém, eu fiquei com muita vontade de ler esta obra por dois motivos:

1° A história acontece em um universo medieval, com aquela pegada de RPG que eu sou apaixonado.

2° É brasileiro.


Isso mesmo, cada vez mais as editoras têm investido em autores nacionais com títulos do gênero fantasia e isso me fascina, pois temos pessoal com potencial para abarcar todo esse universo mágico e criar obras fenomenais dignas de literaturas estrangeiras, das quais temos mais contato.

Um exemplo disso é Raphael Draccon, um autor que me deixa sempre na expectativa e querendo mais de suas obras, pois tem uma habilidade de escrita incrível que prende o leitor e faz você devorar o livro e ainda sem esquecer de Renata Ventura que trouxe o nosso amado mundo mágico de J.K Rowling para o Brasil e mostrou que aqui temos potencial mágico para desenvolver uma excelente história.

Mas a obra a qual me refiro, sendo o primeiro nacional da Intrínseca do gênero fantasia é:

Ordem Vermelha – Filhos da Degradação
Autor: Felipe Castilho

Sinopse:

Você destruiria seu mundo em nome da verdade?
A última região habitada do mundo, Untherak, é povoada por humanos, anões e gigantes, sinfos, kaorshs e gnolls. Nela, a deusa Una reina soberana, lembrando a todos a missão maior de suas vidas: servir a Ela sem questionamentos. No entanto, um pequeno grupo de rebeldes, liderado por uma figura misteriosa, está disposto a tudo para tirá-la do trono.

Com essa fagulha de esperança, mais indivíduos se unem à causa e mostram a Una que seus dias talvez estejam contados. Um grupo instável e heterogêneo que precisará resolver suas diferenças a fim não só de desvendar os segredos de Untherak, mas também enfrentar seu mais terrível guardião, o General Proghon, e preparar-se para a possibilidade de um futuro totalmente desconhecido. Se uma deusa cai, o que vem depois? continue a leitura

E bicho, isso é demais, essa valorização de nossos autores nacionais, com um gênero que comumente vem do exterior para cá, sendo desenvolvido aqui, é algo que vale a pena divulgar, investir e ler.

Então, eu me empolguei e quero essa obra para ontem, achei importante compartilhar com vocês essa informação, embora saiba que muitos já sabiam, mas para os que ainda não, fica a dica.

Até a próxima.


Nenhum comentário: