Rangers - A Ordem dos Arqueiros - Ruínas de Gorlan | Resenha




Livro: Rangers – A Ordem dos Arqueiros – Ruínas de Gorlan
Autor: John Flanagan
Editora: Fundamento
Ano de lançamento: 01 de Novembro de 2004
Gênero: Literatura fantástica, ficção de aventura.

Sinopse:

Durante a vida inteira, o pequeno e frágil Will sonhou em ser um forte e bravo guerreiro, como o pai, que ele nunca conheceu. Por isso, ficou arrasado quando não conseguiu entrar para a Escola de Guerra. A partir daí sua vida tomou um rumo inesperado - ele se tornou o aprendiz de Halt, o misterioso arqueiro, que muitos acreditam ter habilidades que só podem ser resultado de alguma feitiçaria.


Resenha:

Primeira leitura do ano concluída e não poderia ser mais grato por isso, que livro fenomenal.

Sabe aquele momento que você termina algo bom e fica satisfeito com isso e se pergunta, por que não fiz isso antes? Ou nesse caso, por que não li este livro antes?

Porque tudo há o tempo correto para acontecer e hoje foi ele e meu bom senhor, estou extasiado com tanta gratidão e emoção.

Para quem não conhece, Rangers faz parte de uma coleção de 12 livros lançados pela editora Fundamento, John Flanagan criou os livros com a intuito de incentivar a leitura do seu filho de 12 anos e mostrar para ele que heróis podem ser pequenos e diferentes daqueles que conhecemos nos livros e contos infantis, onde são retratados como altivos e fortes, ombros largos e músculos.

E é assim que começo falando sobre minha impressão sobre a obra, lembrando que evito ao máximo expor pontos do livro e foco sempre na minha impressão da obra, para evitar spoilers para quem ainda não leu e deseja ler.

Você começar uma coleção com 12 volumes é de assustar qualquer pessoa, ainda mais que cada volume vai aumentando de tamanho pela quantidade de páginas que vais sendo acrescida. Mas eu sempre olhei para Rangers com olhos curiosos e foi assim que adquiri o primeiro volume, as Ruinas de Gorlan, mas a princípio, falei que só leria o livro quando tivesse os 12, uma desculpa para não começar algo grande na época.

Pois bem, o tempo passou, o livro ficou ali, e comecei a ganhar os outros volumes, dos 12, possuo 9 deles, comprei apenas o primeiro e o sétimo, os demais foram todos presentes, estratégia para você completar coleções grandes, peça de natal, amigo secreto, aniversário e tenha paciência para esperar.

Este livro deve estar ali pela estante faz uns dois ou três anos, não lembro ao certo, mas neste ano de 2018, coloquei como meta os 12 livros, seria um a cada mês, então já é um grande incentivo e não poderia ter desculpas quanto a isso.

E foi desta maneira que em 1° de janeiro de 2018, dei inicio a esta saga, e o que falar, hoje no dia 6 de janeiro, quando concluo com lágrimas nos olhos, essas 238 páginas.

Fui pego de surpresa, desprevenido, com tamanha qualidade literária, com a facilidade que a leitura segue, como é bem desenvolvido e escrito, os detalhes em cada página, a atenção do autor em mostrar um pouco de cada personagem e a emoção e laços que você vai criando em tão pouco tempo com personagens bem construídos e desenvolvidos.

Rangers ganhou meu coração fácil, um universo medieval, que retrata fortes laços de amizade e companheirismo, mostra como um herói como Will, pequeno e humilde pode vir a se tornar alguém grande e capaz, com sua própria força de vontade e esforço continuo.

John Flanagan acabou de entrar para o Hall de autores preferidos e isso com apenas uma obra lida, expectativa tremenda por todos os 11 seguintes.

O texto é simples, sem muitos jargões, a leitura é gostosa, faz um bom aproveitamento de todo o enredo e personagens, consegue nos dar clareza do porque as coisas estão acontecendo e como estão acontecendo, e isso em um livro que você poderia terminar em um dia se assim desejar.

Os personagens têm carisma, Will o jovem aprendiz de arqueiro, Halt o mestre Arqueiro, Horace o aprendiz de guerreiro, Alyss, Janne e George, amigos de Will, todos, com suas qualidades e características únicas.

Abracei cada um deles, pois todos, são importantes para o enredo, já tenho novos amores e o coração já aperta pensando que em 12 volumes, muita coisa pode acontecer e posso perder alguns deles, mas aguenta coração e vamos firme com a leitura.

É cativante, emocionante, lindo e bem elaborado.

Tive momentos com olhos marejados de lágrimas, não sei dizer, tenho facilidade em me emocionar com representações de amizades e fidelidade quando um personagem demonstra isso ou fala algo, não contenho nada, choro mesmo, pois é lindo e fiquei grato por sentir tanta emoção lendo.

A reta final me fez até gritar, sabe aquela torcida que você faz para que tudo saia de forma correta, então, gritei mesmo, chorei logo em seguida, e terminei com aquela vontade de cadê o próximo?

Esta seria a minha resenha, sem muito estardalhaço, sem muito esclarecimento, mas sim cheio de gratidão e recomendação.

Pegue Rangers e se delicie com cada palavra e frase ali exposto, venha junto se tornar um aprendiz de Arqueiro e viver grandes aventuras ao lado de Will e Halt.

Até a próxima.

NOTA: (5,0) ★★★★★ 

Clique aqui para adquirir este exemplar

Livro: Rangers - A Ordem dos Arqueiros - Ruínas de Gorlan 
Autor: John Flanagan
Editora: Fundamento
Publicação: 2009 / Páginas: 239

Nenhum comentário: