Vamos desacelerar | Re-Olhar a Vida



Fala meus leitores e leitoras, vamos re-olhar a vida de uma forma mais desacelerada desta vez.

Para quem não conhece, o “Re-olhar a vida” faz parte de uma blogagem coletiva criada por Elaine Gaspareto, se deseja participar e conhecer, pode seguir por aqui (Re-olhar).

Mas sem mais delongas, como havia comentado, vamos desacelerar o nosso re-olhar, mas como assim?


Hoje fui retirar minha moto da revisão e sai com o pensamento de casa, o que posso usar para o re-olhar desta semana e eis que me vem um pensamento:

“Por que não rodar pela cidade sem rumo?”

E foi isso que fiz, sai da revisão e comecei a circular pela cidade, não passei dos 40 km/h, olhando cada canto, entrando em ruas desconhecidas e outras já conhecidas, desbravando a cidade que eu julgo conhecer.

Mas que registro fotográfico eu poderia fazer, o que é de fato um re-olhar? Seguindo meu caminho, passei na frente de um restaurante vegetariano, que a muito tempo já vejo, porém nunca havia entrado e hoje eu me dei essa oportunidade.

E que bom que parei, pois nesse restaurante encontrei um casal de amigos que tenho um carinho enorme, almocei junto deles e batemos um bom papo até voltar para casa.

Voltando para casa fiz este registro enquanto aguardava o sinal ficar verde e seguir meu caminho.



E este é meu re-olhar, precisamos aprender a desacelerar em alguns momentos para podermos curtir e dar oportunidade de encontros inusitados, escolher caminhos diferentes, sem pressa, sem correria, apenas seguindo o fluxo, mas da sua maneira.

Desacelere um pouco, curta o momento, viva a vida.

E qual foi à sua maneira de re-olhar a vida esta semana? Não esqueça de comentar.


Até a próxima.

(Clicando na imagem você é redirecionado ao painel do Re-Olhar a Vida)

17 comentários

  1. Gostei desse re-olhar e ainda encontraste amigos e foste almoçar juntos! Legal! Dar-se um tempinho é primordial! abraços praianos,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse encontrar os amigos, foi pura sintonia!! Foi ótimo hehe

      Excluir
  2. OI Douglas, eu gosto de fazer isso de sair sem rumo e observando o caminho. Mas faço a pé ou de bicicleta já que não tenho moto.
    Esse desacelerar nos traz gratas surpresas.


    Estou na BC com o post Cuidando com Carinho

    beijos
    Chris

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, eu só não vou de bicicleta porque não tenho, mas prefiro mil vezes, aproveitamos melhor e não tem tanta regra de transito hehe ... vou conferir a publicação!! gratidão

      Excluir
  3. Douglas e quando os caminhos sao diferentes criamos oportunidades diferentes... Gostei do teu olhar da semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre!! Gratidão pela participação nos comentários!

      Excluir
  4. Douglas:
    Que quando nos damos conta que desacelerar é preciso.
    Para que correr tanto, né?
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para que correr, me pergunto isso sempre!! Um abração

      Excluir
  5. Que bacana seu post e seu reolhar, Douglas!
    Ter a oportunidade de desacelerar é muito bom e saudável.
    Que passeio legal o seu heim? Ainda mais encontrando amigos queridos!
    Boa semana
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Porque navegar é preciso =)

    Boa semana!

    beijossssss

    ResponderExcluir
  7. Super bacana seu post! Eu gosto de sair sem rumo às vezes aqui, é sempre interessante...
    Gostei da foto. Enquanto lia, a música "Viajar é preciso" da Kell Smith passava na minha mente, conhece?
    Boa semana pra ti!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei que não conhecia a musica, mas quando procurei, lembrei que ouvi em um blog que estava recomendando certa vez, muito boa!! Uma ótima semana a você também!

      Excluir
  8. Oi Douglas, também gosto muito desse "exercício", no mínimo verá novas calçadas rs
    Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Olá Douglas! O melhor de tudo ver o de sempre com novo olhar, desacelerar maravilhoso. Nice

    ResponderExcluir
  10. A gente vive correndo, né?
    Eu percebo que até quando estou sentada, aparentemente parada, estou correndo... a mente não pára...
    Desacelerar...
    preciso rsrsrsr

    ResponderExcluir